Biblioteca da Escola E B 2,3 de Gualtar
Sexta-feira, 28 de Novembro de 2014
Prémio Luso-Espanhol de Arte Cultura foi este ano para Lídia Jorge

888103.jpg

A escritora portuguesa Lídia Jorge foi esta quarta-feira distinguida com o Prémio Luso-Espanhol de Arte Cultura 2014, atribuído pelo Ministério da Cultura espanhol e pela Secretaria de Estado da Cultura portuguesa.

(ler mais)



publicado por BiblioGualtar às 22:04
link do post | comentar | favorito
|

O nosso planeta é ainda mais bonito do que pensa

Alexander Gerst, um astronauta e geofísico alemão que esteve a bordo da estação espacial, tem a paixão da fotografia e dedicou uma parte do seu tempo a fotografar a terra como poucos antes fizeram.(Observador)

14309297806_7c252ca190_o_770x433_acf_cropped.jpg



publicado por BiblioGualtar às 21:55
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 23 de Novembro de 2014
IMAGINE

63.jpg

Imagine there's no heaven
It's easy if you try
No hell below us
Above us only sky
Imagine all the people living for today

Imagine there's no countries
It isn't hard to do
Nothing to kill or die for
And no religion too
Imagine all the people living life in peace

You, you may say
I'm a dreamer, but I'm not the only one
I hope some day you'll join us
And the world will be as one

Imagine no possessions
I wonder if you can
No need for greed or hunger
A brotherhood of man
Imagine all the people sharing all the world

You, you may say
I'm a dreamer, but I'm not the only one
I hope some day you'll join us
And the world will live as one



publicado por BiblioGualtar às 16:04
link do post | comentar | favorito
|

Celebridades reunidas à volta de Imagine, de John Lennon

Yoko Ono coordenou a feitura de uma nova versão da canção, com a Unicef e os direitos das crianças em mira. Veja o vídeo aqui.

 



publicado por BiblioGualtar às 15:59
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 16 de Novembro de 2014
17 de novembro- Dia do Não Fumador

 



publicado por BiblioGualtar às 14:32
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 15 de Novembro de 2014
Para entreter curiosidades

"Para entreter curiosidades, o velho Alfredo oferecia livros ao menino e convencia-o de que ler seria fundamental para a saúde. Ensinava-lhe que era uma pena a falta de leitura não se converter numa doença, algo como um mal que pusesse os preguiçosos a morrer. Imaginava que um não leitor ia ao médico e o médico o observava e dizia: você tem o colesterol a matá-lo, se continuar assim não se salva. E o médico perguntava: você tem lido o suficiente. O paciente respondia: não, senhor doutor, há quase um ano que não leio um livro, não gosto muito e dá-me preguiça. Então, o médico acrescentava: ah, fique pois sabendo que você ou lê urgentemente um bom romance, ou então vemo-nos no seu funeral dentro de poucas semanas. O caixão fechava-se como um livro. O Camilo ria-se. Perguntava o que era o colesterol, e o velho Alfredo dizia-lhe ser uma coisa de adulto que o esperaria se não lesse livros e ficasse burro. Por causa disso, quando lia, o pequeno Camilo sentia-se a tomar conta do corpo, como a limpar-se de coisas abstractas que o poderiam abater muito concretamente. Quando percebeu o jogo, o Camilo disse ao avô que havia de se notar na casa, a quem não lesse livros caía-lhe o tecto em cima de podre. O velho Alfredo riu-se muito e respondeu: um bom livro, tem de ser um bom livro. Um bom livro em favor de um corpo sem problemas de colesterol e de uma casa com o tecto seguro. Parecia uma ideia com muita justiça."

                                                          O Filho de Mil Homens, Valter Hugo Mãe



publicado por BiblioGualtar às 09:10
link do post | comentar | favorito
|

Quer sentir-se feliz? Leia este livro!

O homem de mil.jpg

Sinopse
 
Esta é a história de Crisóstomo que, chegando aos quarenta anos, lida com a tristeza de não ter tido um filho. Do sonho de encontrar uma criança que o prolongue e de outros inesperados encontros, nasce uma família inventada, mas tão pura e fundamental como qualquer outra.
As histórias do Crisóstomo e do Camilo, da Isaura do Antonino e da Matilde mostram que para se ser feliz é preciso aceitar ser o que se pode, nunca deixando contudo de acreditar que é possível estar e ser sempre melhor. As suas vidas ilustram igualmente que o amor, sendo uma pacificação com a nossa natureza, tem o poder de a transformar.
Tocando em temas tão basilares à vida humana como o amor, a paternidade e a família, O filho de mil homens exibe, como sempre, a apurada sensibilidade e o esplendor criativo de Valter Hugo Mãe.


publicado por BiblioGualtar às 08:59
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 11 de Novembro de 2014
Bruno Vieira Amaral vence prémio Fernando Namora

18283134_770x433_acf_cropped.jpg

O romance “As Primeiras Coisas” de Bruno Vieira Amaral é o vencedor da 17.ª edição do prémio literário Fernando Namora.

O romance de Bruno Vieira Amaral foi este ano também distinguido com o prémio PEN (poesia, ensaio e narrativa) Clube de Narrativa, na categoria de narrativa. O júri considerou que “a obra de Bruno Vieira Amaral singulariza-se pela estrutura romanesca, pela linguagem escorreita, pela efabulação e por um forte sentido real”.

(ler mais)



publicado por BiblioGualtar às 19:11
link do post | comentar | favorito
|

A história do São Martinho: castanhas porquê?

castanha.jpg

 Provérbios de S. Martinho e de castanhas:

- A cada bacorinho vem o seu S. Martinho.
- A cada porco vem o seu S. Martinho.
- Em dia de S. Martinho atesta e abatoca o teu vinho.
- Martinho bebe o vinho, deixa a água para o moinho.
- No dia de S. Martinho, fura o teu pipinho.
- No dia de S. Martinho, come-se castanhas e bebe-se vinho.
- No dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.
- No dia de S. Martinho, mata o porquinho, abre o pipinho, põe-te mal com o teu vizinho.
- No dia de S. Martinho, mata o teu porco, chega-te ao lume, assa castanhas e
  prova o teu vinho.
- No dia de S. Martinho, mata o teu porco e bebe o teu vinho.
- No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o teu vinho.
- Pelo S. Martinho abatoca o pipinho.
- Pelo S. Martinho castanhas assadas, pão e vinho.
- Pelo S. Martinho mata o teu porquinho e semeia o teu cebolinho.
- Por São Martinho, semeia fava e linho.
- Pelo S. Martinho prova o teu vinho; ao cabo de um ano já não te faz dano.
- São Martinho, bispo; São Martinho, papa; S. Martinho rapa.
- Se o Inverno não erra o caminho, tê-lo-ei pelo S. Martinho.
- Se queres pasmar o teu vizinho, lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho.
- Se o Inverno não erra caminho, tê-lo-ei pelo São Martinho.
- Veräo de S. Martinho säo três dias e mais um bocadinho.
- Castanhas boas e vinho fazem as delícias do S. Martinho.
- A castanha é de quem a come e não de quem a apanha.
- A castanha tem três capas de Inverno: a primeira mete medo, a segunda
  é lustrosa e a terceira é amarga.
- A castanha veste três camisas: uma de tormentos, outra de estopa e outra de linho.
- Ao assar as castanhas, as que estouram são as mentiras dos presentes.
- As folhas de castanheiro andam sete anos na terra e depois ainda voam.
- Carregadinho de castanha, vai o burrinho para Idanha.
- Castanha assada, pouco vale ou nada, a não ser untada.
- Castanha peluda, castanha reboluda.
- Castanha que está no caminho é do vizinho.
- Castanhas do Natal sabem bem e partem-se mal.
- Com castanhas assadas e sardinhas salgadas não há ruim vinho.
- Cruas, assadas, cozidas ou engroladas, com todas as manhas,
  bem boas são as castanhas.
- Desde que a castanha estoira, leve o diabo o que ela tem dentro.
- Mais vale castanheiro, que saco de dinheiro.
- No dia de São Julião, quem não assar um magusto não é cristão.
- O castanheiro, para plantar, precisa ir na mão, o carvalho às costas
   e o sobreiro no carro.
-  O Céu é de quem o ganha e a castanha de quem a apanha.
- Oliveira do meu avô, castanheiro do meu pai e vinha minha.

- Quando o lobo come outro, fome há no souto.

 



publicado por BiblioGualtar às 19:04
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 9 de Novembro de 2014
50 anos do Muro de Berlim

th.jpgFaz hoje 50 anos que o Muro de Berlim começou a ser construído. "Die Mauer" foi, durante 28 anos, uma lembrança demasiado real da divisão física provocada pela Guerra Fria. A Alemanha reunificada relembra o passado para sempre demasiado recente. (ler mais e ver videos sobre o Muro de Berlim)



publicado por BiblioGualtar às 15:08
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

QUEM TEM MEDO DO PAPÃO?

"Os Loucos da Rua Mazur"....

O PRESENTE- é obrigatório...

OS 10 PRINCÍPIOS DA DIETA...

Este es el Prólogo - Fede...

Dia Mundial da Alimentaç...

Outubro é cor-de-rosa

Há uma geração que não de...

Os Portugueses na 1ª Guer...

Álvaro de Campos - CARNAV...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Abril 2017

Fevereiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

links
subscrever feeds